Titanic – Após 20 anos, diretor revela a razão da morte de Jack

Filme marcou uma geração, e ainda gera discussões sobre cena clássica.

Titanic

Lançado em 1997, Titanic é sem dúvidas um clássico do cinema. Ainda vivo na memória de diversas pessoas, o filme ainda rende discussões sobre a famosa e clássica morte de Jack, personagem de Leonardo DiCaprio.

Será que Jack realmente cabia no pedaço de madeira que salvou Rose (Kate Winslet)? James Cameron, o próprio diretor do filme, finalmente explicou a razão de ter precisado matar o personagem de DiCaprio em entrevista ao Vanity Fair.

Obviamente foi uma escolha artística, a coisa era apenas grande o suficiente para aguentá-la e não para aguentá-lo… Acho meio bobo, de verdade, que as pessoas estejam tendo essa discussão 20 anos depois. Mas isso mostra que o filme foi efetivo ao tornar Jack tão fascinante para o público que machuca vê-lo morrer. Se ele tivesse vivido, o final do filme não teria sentido. O filme é sobre morte e separação; ele tem que morrer. Então, se era da forma que foi, ou com um pedaço do navio caindo sobre ele, ele afundaria de qualquer jeito. As coisas acontecem por razões artísticas.

Vale lembrar que em um momento das cenas finais do filme, quando Rose e Jack estão na água, Jack tenta subir na base flutuante juntamente com Rose, porém percebe que só aguentaria uma pessoa, e decide deixar Rose sobre ele.

Além da cena, James Cameron revelou que realmente se certificou de que a madeira realmente aguentaria apenas uma pessoa.

Eu estava na água com o pedaço de madeira colocando as pessoas sobre isso por cerca de dois dias obtendo a medida perfeita para que ele fosse exatamente flutuante para uma única pessoa, para que Rose não estivesse imersa na água de 28 graus negativos e pudesse sobreviver as três horas até o barco de resgate voltar

Ao fim, todos já sabemos o fim de Jack. Mas e você, ainda acha que Jack poderia ou deveria sobreviver? Não deixe de comentar!

Titanic chegou aos cinemas americanos em 14 de dezembro de 1997. No Brasil, a estreia ocorreu em 16 de janeiro de 1998.

O filme foi um sucesso de crítica e bilheteria, arrecadando US$ 2,18 bilhões ao redor do globo. A produção cinematográfica ainda garantiu um total de 11 Oscars.

Dirigido por James Cameron, o filme é estrelado por Leonardo DiCaprio (Jack Dawson), Kate Winslet (Rose DeWitt Bukater), Billy Zane (Cal Hockley), Victor Garber (Thomas Andrews), Frances Fisher (Ruth DeWitt), Bernard Hill (Capitão Edward Smith), Ioan Gruffudd (Quinto Oficial Harold Lowe), Bill Paxton (Brock Lovett), Kathy Bates (Molly Brown) e Gloria Stuart (Rose DeWitt Bukater no presente).