Após muito aguardo, Liga da Justiça finalmente já está nos cinemas. Como de costume, um filme de super-heróis é repleto de referências e easter-eggs, e aqui não foi nada diferente. O mais novo filme da DC contém diversos segredos e curiosidades que detalharemos agora.
Se você ainda não assistiu ao filme, vale lembrar que esse texto contém diversos spoilers sobre a trama do filme. Leia por sua conta e risco, mas além de tudo, divirta-se!

LANTERNA VERDE, THANAGARIANOS E DEUSES

No início do filme, quando Diana Prince está contando sobre o primeiro ataque do Lobo da Estepe a Terra para Bruce Wayne, flashbacks da antiga batalha, ocorrida a cinco mil anos atrás, entram em tela.
Durante as cenas do confronto, vemos claramente que os Lanternas Verdes já existiam, e já estavam protegendo o setor ao qual pertence a Terra.

Na luta, o Lanterna Verde mostrado se assemelha a Tomar-Re, um icônico e conhecido membro da Tropa dos Lanternas Verdes, ou até mesmo a Salaak. Porém é mais provável que o Lanterna mostrado seja Yalan Gur, um antigo membro da Tropa, considerado um dos maiores guerreiros pelos Guardiões do Universo cerca de dois mil anos atrás.

Sendo um grande Lanterna Verde, no quadrinhos, após ficar ainda mais poderoso, Yalan Gur acaba se corrompendo com tamanha capacidade. Ao começar a criar mundos conforme os seus desejos no Setor 2814 (onde a Terra está localizda), Gur foi punido pelos Guardiões do Universo, ficando então vulnerável a madeira, fato que levou a sua morte.
Já no filme, o Lanterna Verde mostrado acaba morrendo após sofrer um ataque direto do Lobo da Estepe.
Após sua morte, é possível notar que o anel responsável por lhe dar os poderes, sai de seu dedo e parte para algum outro lugar em busca de um novo portador. Porém, não sabemos para onde o anel segue, e nem mesmo a quem ele pertencerá.
Sobre a identidade do Lanterna, não é possível afirmar com clareza, já que seu nome não é citado, e não conseguimos ver totalmente o seu rosto. Mas a similaridade com Yalan Gur e a época em que a batalha aconteceu são deveras interessantes e acima de tudo, um inesperado easter-egg.

Ainda na batalha, além do Lanterna, das amazonas, atlantes e humanos, podemos ver de relance, e ao fundo, alguns Thanagarianos, guerreiros de Thanagar, planeta dos conhecidos Gaviões da DC Comics. O planeta também é o local de onde veio o metal enésimo, responsável pela origem da Mulher-Gavião e do Gavião Negro.
Além de toda essa junção de povos na primeira batalha contra o ataque de Apokolips, vemos também os antigos deuses, como Zeus (pai de Diana/Mulher-Maravilha e um dos deuses patronos do Shazam) e Artemis, a deusa grega da caça.

NOVOS DEUSES E DARKSEID

Sabemos que o Lobo da Estepe é um dos generais a serviço de Darkseid, o líder de Apokolips, e um dos maiores vilões do universo DC. Graças a isso, era esperado que alguma referência ao vilão fosse dada em tela, e sim, isso aconteceu.

Novos Deuses – Jack Kirby | DC Comics.

Em uma das cenas onde o Lobo da Estepe começa a falar os motivos de sua presença na Terra, o vilão cita os Novos Deuses, personagens criados por Jack Kirby em 1971. Tais personagens são basicamente os habitantes dos planetas Nova Gênese e Apokolips.
Além da citação aos Novos Deuses, o Lobo da Estepe não esquece de dedicar sua invasão a Darkseid.

Por Darkseid!

Darkseid | DC Comics

RELÓGIO DO APOCALIPSE (WATCHMEN)

Ainda no começo do filme, entre algumas cenas, é possível ver o Relógio do Apocalipse. Um objeto simbólico criado em 1947 e que realmente existe.
Utilizando uma analogia simples, o relógio, também conhecido como Relógio do Juízo-Final, indica que a humanidade está a “minutos para a meia-noite”, sendo meia-noite o momento da destruição do planeta, o fim do mundo provocado por nós mesmos.

Em 2017 especialistas ajustaram o famoso relógio. Indicando que estamos a dois minutos e meio de meia-noite, sendo esse o menor tempo marcado desde 1953.

No filme, Bruce Wayne diz a seguinte frase:

Agimos como se o Relógio do Juízo Final tivesse um botão de soneca

O objeto também é um dos elementos principais em Watchmen, uma série limitada da DC Comics escrita por Alan Moore e ilustrada por Dave Gibbons. Devido ao grande sucesso nos quadrinhos, Watchmen ganhou um filme em 2009 dirigido por Zack Snyder, o mesmo diretor de Liga da Justiça.


Essa não é a primeira vez que Zack Snyder faz referências de outras obras em seus filmes. No próprio Watchmen, o diretor faz referências a 300, filme baseado nos quadrinhos de Frank Miller lançado em 2006, que também contou com a sua direção nos cinemas.

BATMAN, TEMA E CENA CLÁSSICA

Para os fãs, é certo que ao falar do Batman nos lembramos da icônica série animada lançada nos anos 90, como também a marcante trilha sonora composta por Danny Elfman para o filme de 1989 dirigido por Tim Burton e estrelado por Michael Keaton.
Sabendo do sucesso dessas grandes obras, Liga da Justiça não se intimida ao decidir homenagear tais títulos.
Em uma das cenas onde o Cavaleiro das Trevas aparece, temos o herói visto de cima sob uma gárgula, enquanto, na noite nublada, um trovão com raios ilustra o fundo. Algo já comum nos quadrinhos do herói, porém com grande referência a abertura da série animada dos anos 90. Compare:


Além da adaptação da cena icônica, temos a presença da trilha sonora composta por Danny Elfman em 1989, que está de volta no novo filme.
A trilha também faz parte da introdução da série animada já citada.

Você pode ouvir claramente o tema clássico do herói na trilha que acompanha a batalha final. No vídeo a seguir, ouça o tema em 1:15.

GORILA GRODD

Na cena em que Bruce Wayne recruta Barry Allen, o Flash, para a Liga, o velocista comenta que aprendeu linguagem de sinais para se comunicar com gorilas. Tal comentário faz clara referência ao Gorila Grodd, um primata super inteligente, e famoso vilão do Flash.

Grodd, além de ter super inteligência, possui grande força e poderes telepáticos que possibilitam o domínio ou ataque mental.
Além de ser um marcante vilão do Velocista Escarlate, o Gorila Grodd também já foi membro da Liga da Injustiça.
Mesmo sendo referenciado no novo filme, o personagem não aparece, porém pode ser introduzido no universo DC dos cinemas em breve.
Vale lembrar que o filme do Flash está marcado para estrear em 2020.

RICK & MORTY E K-POP

Não, você não leu errado, Rick & Morty e uma banda de K-Pop também estão presentes em Liga da Justiça!
Na cena no esconderijo de Barry Allen, em um dos monitores da sala está passando Rick & Morty, enquanto em outra TV podemos ver, e ouvir, uma música da banda de K-Pop, BlackPink.

PINGUINS EXPLOSIVOS

Assim como já visto nos trailers, em uma cena de diálogo entre Bruce Wayne e Alfred Pennyworth, o mordomo comenta que sente saudades da época em que grandes preocupações eram pinguins explosivos, referenciando o clássico vilão do homem-morcego, como também o filme Batman: O Retorno de 1992, onde o vilão principal era o Pinguim.

LOIS LANE É A CHAVE

Você se lembra da cena de Batman vs Superman: A Origem da Justiça, onde o Flash volta no tempo para avisar Bruce Wayne que a Lois Lane era a chave? Pois bem, a cena não foi esquecida, e tem sua resolução em Liga da Justiça.
Na cena, após sonhar com o fim do mundo, onde a Terra estava infestada de parademônios e sob o comando de um Superman tirano, que se revoltou após perder Lois Lane, Bruce tem um vislumbre do Flash, que volta no tempo, lhe avisando que a Lois era a solução, e que o mesmo estava certo sobre o Superman e deveria encontrar os demais membros da Liga. Confira:


Certamente, o Flash que retornou para falar com Bruce em BvS, presenciou uma realidade onde o Superman se revolta e coloca a humanidade em ameaça, onde ninguém consegue pará-lo. Afirmando que a Lois seria a única forma de alterar aquela futura realidade, vemos finalmente o desfecho deste aviso dado pelo herói.
No novo filme, após retornar da morte, Clark Kent, o Superman, está confuso e inicialmente representa uma ameaça para os membros da Liga que o enfrentam. Tal confusão na mente de Clark poderia trilhar um caminho sombrio para o herói, assim como visto em BvS.
Mas, já sabendo do que poderia acontecer, Bruce Wayne traz Lois Lane para o local de ressurreição do Superman, garantindo a recuperação das memórias e consciência de Clark, e finalmente a mudança da realidade que levaria o mundo a uma tirania.

VOCÊ SANGRA?

Ainda na cena de ressurreição do Superman, após estar confuso e travar uma luta com os membros da Liga da Justiça, temos uma outra referência à uma cena marcante de Batman vs Superman: A Origem da Justiça.
Após Clark avistar o Batman, aquele que tentou o matar em BvS, o herói não pensa duas vezes ao segurá-lo de forma vingativa por tudo o que lhe aconteceu. Com poucas chances de sobreviver, Bruce ainda escuta a frase que ele mesmo utilizou para ameaçar o Superman.

Me diz, você sangra?

TEMA CLÁSSICO DO SUPERMAN

Ainda na cena do retorno do herói, temos a presença do clássico tema composto por John Williams para o filme de 1978, dirigido por Richard Donner e estrelado por Christopher Reeve.
O clássico tema também aparece no último episódio de Smallville, série que mostra as origens do Superman.

Mesmo sendo um trecho do tema, a homenagem feita por Danny Elfman não passa desapercebida pelos fãs do herói.
http://www.youtube.com/watch?v=HF4Qh9yFIoA&t=161s

ROUPA DE 1978

Após ressuscitar, o Clark Kent volta para Smallville, no Kansas, onde passa um tempo com Lois Lane e reencontra sua mãe, Martha Kent. Durante essas cenas, Clark utiliza uma roupa que homenageia novamente o filme clássico do herói.

S.T.A.R. LABS

No novo filme, descobrimos que a famosa S.T.A.R. Labs é responsável pelas pesquisas na nave kryptoniana que está no centro de Metropolis desde o final de O Homem de Aço (2013).
Como sabemos, Victor Stone foi salvo graças a seu pai, Silas Stone, funcionário da S.T.A.R. Labs.
O procedimento realizado por Silas fez uso do poder de uma Caixa Materna, assim dando origem ao Ciborgue.

MÁSCARA NEGRA

Sim, temos também uma referência ligada ao Máscara Negra, um dos icônicos vilões do Batman!
Na cena de abertura do filme, é possível ler “Janus” em uma placa de neon. Nos quadrinhos, a Janus Cosméticos está totalmente ligada ao Máscara Negra, afinal é a empresa responsável pela origem do vilão.
Ex-amigo de infância de Bruce Wayne, Roman Sionis, após a morte de seus pais, assume o comando da empresa de cosméticos da família, a Janus Cosméticos. Sem habilidade com negócios, a empresa comandada por Roman chega a falência, até que sua namorada, Circe, tem a ideia de testar uma nova linha de cosméticos.
Após o teste falhar, sua face fica desfigurada. Para evitar um escândalo ligadp a empresa de seu amigo, Bruce Wayne compra a companhia de Sionis, que se sente humilhado e joga a culpa de sua desgraça em seu velho amigo.

Não sabemos se um dia veremos o Máscara Negra nos cinemas, porém, a sua empresa já está presente no universo estendido da DC!

MANTO DA MULHER-MARAVILHA

Em uma cena de conversa entre Diana Prince e Bruce Wayne, é possível ver que a princesa amazona utiliza um manto vermelho sobre os ombros, muito similar ao seu visual nos quadrinhos.

NOVO VISUAL DO CIBORGUE

Ao fim do filme, após a Liga da Justiça derrotar o Lobo da Estepe e seu exército, vemos o Ciborgue fazendo uma atualização em seu visual, deixando seu corpo com aspectos semelhantes aos dos quadrinhos, que ainda conta com seu logotipo no peito.

SALA DE JUSTIÇA

Durante as cenas finais, Bruce Wayne e Diana visitam a antiga Mansão Wayne, e decidem formar um local para reunir a equipe, ou seja, a clássica Sala de Justiça, o quartel-general da Liga!
Na cena, Bruce propõe uma grande mesa com seis lugares, porém Diana sugere uma mesa com espaço para mais de seis lugares, ideia que agrada Bruce.

SELINA KYLE, A MULHER-GATO 

Se você acha pouco, espere até entender como Selina Kyle, a Mulher-Gato se encaixa perfeitamente entre umas das referências e easter-eggs de Liga da Justiça.
Ao fim do filme, em uma cena em frente ao museu, é possível ver em destaque uma mulher de trajes vermelhos algemada e sendo levada pelos policiais. Logo em seguida, vemos a Mulher-Maravilha guardando uma pequena estatueta em uma caixa.
Os pontos que ligam a cena à Selina Kyle/Mulher-Gato são muitos. Sabemos que Selina é uma ladra deslumbrante, o fato de a mulher estar utilizando óculos escuros e um vestido vermelho se casam com as características visuais da personagem nos quadrinhos.

Além das características físicas, outros elementos na cena confirmam que aquela deve mesmo ser Selina. Podemos citar como exemplo a estatueta guardada por Diana, que tem a forma de gato, e, logo a seguir, é possível notar uma garota utilizando orelhas de gato. Bem curioso não é mesmo?
Será que veremos a Mulher-Gato com mais destaque em breve?

STEPHEN KING – CEMITÉRIO MALDITO

Antes da Liga tentar ressuscitar o Superman, Barry Allen está um tanto quanto receoso quanto a ideia, e fica referenciando a possibilidade de acontecer algo similar aos eventos do filme Cemitério Maldito, baseado na famosa obra de Stephen King, onde, aquilo que já foi sepultado, volta a vida muito mais violento e perigoso.

DAVID BOWIE E PRINCE

Em um jornal, podemos ver claramente a manchete “Eles retornaram para os seus planetas?” homenageando o talento de outro mundo de Superman, mas também de Prince e David Bowie, dois grandes astros da música que partiram nos últimos anos.

Eles retornaram para os seus planetas? Misteriosa onda de desaparecimento de heróis.

CORRIDA ENTRE FLASH E SUPERMAN

Um dos momentos clássicos dos quadrinhos e também da série animada, é a competição de corrida entre o Flash e o Superman, e é exatamente isso o que temos na primeira cena pós-créditos do longa. Com certeza, uma grande e divertida referência aos fãs.

LEX LUTHOR, EXTERMINADOR E LIGA DA INJUSTIÇA

Após todos os créditos rolarem, temos uma outra cena que deixou os fãs completamente empolgados com o que virá no futuro do universo DC nos cinemas.
No Asilo Arkham, um policial ordena que Lex Luthor se vire. Insistindo em não obedecer o policial, o homem de costas se revela como um impostor. Luthor não está mais preso!

Em seguida vemos ninguém menos que Slade Wilson, o Exterminador, indo até Lex Luthor em um barco luxuoso.
De frente com o mercenário, Lex mostra já saber dos eventos que ocasionaram a formação da Liga da Justiça e na ressurreição do Superman, fatos que o faz propor a criação de uma nova Liga feita pra bater de frente com os grandes heróis.

A cena claramente faz referência a criação da Liga da Injustiça, um grupo de vilões criado nos quadrinhos por Lex Luthor e Ultra-Humanoide (primeiro vilão enfrentado pelo Superman) após saírem da prisão.
Vale lembrar que a Liga da Injustiça já apareceu na animação clássica do super-grupo da DC, e um de seus membros era o Gorilla Grodd, que também foi referenciado no filme.
Uma outra curiosidade está ligada ao estado do homem que se passa por Lex Luthor na prisão. Rindo com um aspecto perturbador, existem especulações de que o motivo possa ser o clássico gás do riso do Coringa, o maior vilão do Batman. Porém, isso não passa de especulação, visto que a cena se passa no Arkham, um asilo feito especialmente para os criminalmente insanos.

É provável que vejamos Lex Luthor, o Exterminador e a formação da Liga da Injustiça muito em breve nos próximos filmes do universo DC!

E você, se lembra de mais alguma referência de Liga da Justiça? Não deixe de comentar!
Leia a nossa crítica de Liga da Justiça.
Liga da Justiça é dirigido por Zack Snyder e estrelado por Henry Cavill (Clark Kent/Superman), Ben Affleck (Bruce Wayne/Batman), Gal Gadot (Diana Prince/Mulher-Maravilha), Jason Momoa (Aquaman), Ezra Miller (Barry Allen/Flash), Ray Fisher (Victor Stone/Ciborgue), Amber Heard (Mera), J.K. Simmons (Jim Gordon), Jesse Eisenberg (Lex Luthor), Jeremy Irons (Alfred Pennyworth) e Amy Adams (Lois Lane). Joss Whedon também é creditado como um dos roteiristas.
Leia muito mais sobre Liga da Justiça.