Vingadores: Guerra Infinita é um arrasa quarteirões do tamanho do Hulk, ou até maior. É recorde atrás de recorde quebrado, e o filme se aproxima cada vez mais do seu primeiro bilhão na segunda semana em cartaz.
Antes de tudo: este post é a primeira parte de um especial em DUAS PARTES, onde eu comento aqui sobre o Hulk e nesse OUTRO POST sobre como os filmes da Marvel representam ciclos que transcendem as fases.
Haja público! Haja coração e, acima de tudo, haja dúvidas e expectativas para o futuro!
Dúvidas não faltaram, principalmente com o que acontece com o Gigante Esmeralda durante todo o longa.
SE VOCÊ AINDA NÃO ASSISTIU AO FILME E NÃO QUISER SPOILERS, PARE POR AQUI!

O não tão Incrível Hulk em Vingadores: Guerra Infinita

Estou vendo muita gente decepcionada com o que o Hulk faz (ou não faz) em Guerra Infinita. Há quem diga que são furos de roteiro, que a Marvel lançou uma bela de uma isca no trailer e não correspondeu às expectativas e muitas outras reclamações similares.

O que aconteceu: Hulk tomou uma baita de uma surra para Thanos logo nos primeiros minutos do filme. Ele aparece por alguns milésimos no Sanctum Sanctorum, e depois daí não temos mais Gigante Esmeralda. É só o Banner e alguns vislumbres do Hulk fazendo birra ao longo do filme.
O Hulk é um chorão, que não tem noção do perigo?
Não é bem assim. E eu posso até ser suspeito para falar, porque já havia recebido o spoiler de que o Hulk não apareceria em Vingadores: Guerra Infinita, e que Bruce Banner estaria dentro da Hulkbuster na batalha de Wakanda com aqueles brinquedos que revelaram essa informação ainda em 2017. Contudo, quando examinei melhor toda a situação entre o Verdão e o Banner, pensei em um exemplo parecido – e que eu me sinto muito mal de trazer à tona. Antes de falar dele, porém, vou falar de Thor: Ragnarok, que desenvolveu Bruce Banner e Hulk, e que possui TODOS OS MOTIVOS para o grandão não querer mais aparecer.
A partir daí temos vários sinais de que Tony Stark e Steve Rogers vão acabar caindo na porrada em algum momento – isso quase aconteceu em Os Vingadores (2012).

Thor: Ragnarok e o prenúncio do fim

É em Thor: Ragnarok que as coisas começam a ficar interessantes. Thor está em busca das Jóias do Infinito, quando acaba preso por Surtur. 
O que interessa é: Hulk se sente extremamente poderoso em Sakaar, pois é imbatível. Ele bate em tudo e todos, e não existe mais nenhum motivo para ele voltar para dentro do Banner, pelo contrário! É aqui que vemos como o Hulk é de verdade – um ser bastante infantil, basicamente um valentão, que soca a tudo e a todos, mas que possui um bom coração e que não sabe como receber um não.

É sobre essa naturalidade que quero falar. Hulk é como uma criança, enquanto ele está lá, todo-poderoso, é imbatível e se mantém presente. Quando humilhado, ele volta para o que considera mais repugnante dentro de si – Bruce Banner.
Banner e Hulk têm uma relação complicada. Por muito tempo, Banner pensou que não pudesse ter uma amizade com o Hulk, que os dois não poderiam conviver em paz. Banner sempre foi alguém inseguro de si!
O Hulk, por outro lado, sempre foi alguém cheio de si, arrogante, ingênuo e destrutivo. Quando Thanos o surra, ele se sente humilhado. Como o ser mais poderoso de Sakaar pôde perder desse jeito? Hulk é um inútil!
E enquanto Banner não entender isso e motivar Hulk como um adulto fala com uma criança, ele não deverá retornar. É esse o ponto. DENTRO DE TODOS ESSES FILMES, vimos a relação entre esses dois personagens se desenvolver um pouco, principalmente porque a Universal não quer distribuir os filmes do Hulk no cinema (eles possuem os direitos de distribuição). 
É verdade, o Hulk é tão infantil quanto a Universal, que não quer aproveitar os lucros do amiguinho (Marvel) e entrar na brincadeira.
É uma analogia interessante de se fazer!

Homem de Ferro 3 e, Homem-Aranha e Hulk – três paralelos que precisamos explorar

Ainda que eu ache Homem de Ferro 3 um bom filme, o que fizeram com o Mandarim representa uma dor incurável. Tá, eu sei do curta com o Mandarim de verdade, mas isso não vem ao caso agora.
Eu quero falar da jornada de Tony Stark e o que torna o filme realmente único: Tony Stark.

Homem de Ferro 3 não é um filme do Homem de Ferro, e sim de Stark. É ali que ele descobre que pode ser muito mais do que um cara numa armadura, como Steve Rogers apontou em Os Vingadores, um ano antes.
É em Homem de Ferro 3 que vemos o personagem mudar PARA SEMPRE e resolver os problemas com suas próprias habilidades e intelecto, e o que desencadeia os eventos de Vingadores: Era de Ultron, Capitão América: Guerra Civil, Homem-Aranha: De Volta ao Lar e até alguns de Vingadores: Guerra Infinita!
Essa jornada pessoal de descobrimento também esteve presente em Homem-Aranha: De Volta ao Lar, onde Peter Parker descobre que o Homem-Aranha não é um herói cheio de tecnologia, que precisa de um assistente de voz e viver às sombras do Homem de Ferro. Ele descobre que é Peter Parker, e que essa é a alma do herói que ele deve ser, que são as pequenas coisas que realmente importam, e que os Vingadores não são ninguém na vida dele, se comparados à Tia May, Ned Leeds e seus amigos da escola.

Profundo, não é? E é isso que Guerra Infinita começa a fazer com Bruce Banner. Cá entre nós: quando você viu Banner ser tão importante e se impor aos outros? Só em Vingadores: Guerra Infinita. Banner literalmente DESISTIU de pedir ajuda ao Hulk e socou os criados do Thanos usando a Hulkbuster. Ele percebeu que pode ser tão bom quanto Stark dentro daquela armadura.
E, por que não, descobrir que o gênio dele é a chave para trazer o Hulk de volta? No próximo filme, talvez tenhamos Banner tentando cuidar de Hulk da mesma forma que a Viúva Negra colocava o Verdão para dormir. Afinal, os dois dividem o mesmo corpo faz tempo, e já passou a hora de se entenderem, não é?
Eu vejo esse desfecho para a jornada pessoal do Hulk, e um baita encerramento para um ciclo pessoal, que compõe algo muito maior.
Hulk
Leia a parte 2 desse post e entenda como o Universo Marvel realmente funciona no cinema.
Ah, e tem muito mais conteúdo legal para você. Olha só:

Confira outros conteúdos incríveis!

A Invasão Secreta dos Skrulls no MCU já começou, saiba como e o porquê!
Tom Holland improvisou cena marcante em Guerra Infinita
Crítica | Vingadores: Guerra Infinita
Marvel Studios prepara 6 novos filmes
As conexões de Pantera Negra com o UCM
Filme solo da Viúva Negra ganha roteirista, diz site
Quadrinhos para enxergar a Marvel por um outro ângulo
Compre Desafio Infinito em Capa Dura pela Amazon
As primeiras fotos da segunda temporada de O Justiceiro