Mortal Kombat 11

A atual geração de consoles foi agraciada com bons jogos de luta nos últimos anos, com destaque para Dragon Ball FighterZ, mas nenhum deles chega perto de Mortal Kombat 11.

Dizer que o jogo é fantástico seria poupar elogios para o mais novo jogo da longeva franquia de jogos de luta protagonizados por Liu Kang, Scorpion, Sub-Zero e companhia.

Mortal Kombat 11 criou um hype absurdo desde o seu anúncio, principalmente após do trailer que apresenta a clássica música e, até então, inédita nos videogames Techno Syndrome, tema do primeiro filme de Mortal Kombat.

Com um modo história que serve como um verdadeiro presente para os fãs mais antigos, que jogaram os primeiros 3 jogos da série no Super Nintendo, cada minuto antes, durante e após as violentas (e agora mais sangrentas do que nunca) batalhas vale muito a pena.

Com uma vilã inédita, Kronika, a franquia revisita o passado, retoma elementos consagrados da série e abraça o futuro sem medo, dando continuidade aos eventos apresentados em Mortal Kombat 9 e Mortal Kombat X.

Mortal Kombat 11 tem violência e sangue para todos os gostos

Se o jogo anterior, Mortal Kombat X, ficou devendo na sanguinolência e diversão, entregou uma trama satisfatória. O potencial para o futuro estava ali, trazendo um Raiden perverso, declarando guerra aos reinos e perseguindo os inimigos do plano terrestre com ira e destruição. É, inclusive, com o final do X que começa Mortal Kombat 11.

Rever seus personagens favoritos nas suas versões clássicas e vê-las confrontando seus “eus” atuais é espetacular. Aqui vemos as consequências de alguns eventos chocantes de Mortal Kombat 9, que ficaram devendo uma abordagem realmente dramática no X, e que agora encontram sua conclusão.

Batalhar com os personagens voltou a ser divertido. Ainda temos a mecânica de Mortal Kombat X, que permite alterar o modo de jogo dos personagens, mas todos os modos são divertidos, diferente do antecessor, que promoveu alguns momentos frustrantes.

Gráficos de encher os olhos

Os gráficos estão melhores do que nunca. É quase imperceptível a transição entre as cinematics e as lutas em si, e os personagens parecem reais, vivos.

Nada de personagens com corpos exagerados e rostos artificiais (e horrendos, diga-se de passagem). A qualidade dos modelos de Mortal Kombat X é mantida e MUITO APRIMORADA no novo game.

Não preciso dizer que os personagens da nova geração conquistaram o público, né? O jogo já começa com Cassie Cage protagonizando momentos emocionantes para os fãs da franquia, e inclui Jacqui Briggs, que novamente brilha ao lado de Cassie durante a história.

Rever personagens como Kung Lao e Liu Kang em suas formas humanas, lutando contra o mal, é ótimo, revigorante.

A narração está melhor do que nunca, e soltar fatalities nunca foi tão divertido. Inclusive, a sequência do “FINISH HIM!” está bem próxima dos jogos originais, mais um presente.

É possível customizar os personagens com diversas opções, utilizando itens encontrados no modo história e nos outros modos de jogo, como a Torre do Tempo, por exemplo. É claro que os mais apressados podem simplesmente usar dinheiro real para comprar os itens e customizar seus lutadores favoritos. Microtransações opcionais e cosméticas – desde que os itens possam ser encontrados no jogo – não são um problema.

DLCs logo de cara

O jogo oferece Shao Kahn como personagem jogável através de uma DLC que custa R$ 18,90. É um personagem que aparece no modo história, está no jogo base, mas que precisa ser comprado. Bola fora da Warner Bros. Games e da Netherrealm Studios.

Os próximos personagens a chegarem via DLC incluem Shang Tsung, com o rosto de Cary-Hiroyuki Tagawa, ator que interpretou o vilão no filme do Mortal Kombat.


Bom, não existe motivo para você não jogar essa beleza de jogo. É um dos jogos mais divertidos da geração e absolutamente o melhor fighter até agora (e esse posto pertencia a Dragon Ball FighterZ)!

Depois de lançamentos decepcionantes como Jump Force, Marvel vs Capcom Infinity, o festival de hentai que é a franquia Dead or Alive e as trocentas versões de Street Fighter V, é muito bom receber um jogo de luta tão fantástico como Mortal Kombat 11.

Uma pena a música Techno Syndrome não tocar durante o jogo. Mas, para os donos de um PlayStation 4, não há nada que o Spotify não possa resolver.

Compre Mortal Kombat 11 para PS4 com desconto na Amazon

Compre Mortal Kombat 11 para Xbox One na Amazon

Compre Mortal Kombat 11 para PC (Steam)

Compre Mortal Kombat 11 para o Nintendo Switch