Dragon Ball SUPER: Novo deus da destruição entra no Torneio do Poder

O novo Deus da Destruição pode ser...

Dragon Ball Super
Dragon Ball Super

O Torneio do Poder está chegando ao fim, e com poucos episódios restantes para essa temporada de Dragon Ball Super, a trama continua mostrando reviravoltas interessantes e que podem trazer um final sombrio para Goku e seus amigos.

Enquanto resta muita coisa para acontecer e a vitória do Universo 7 (de Goku) parecia cada vez mais certa, dado o número de guerreiros restantes (5 do Universo 3 contra 2 do Universo 11), os Guerreiros Z e Freeza começam a enfrentar novas dificuldades.

Atenção aos spoilers abaixo!

O episódio 124 mudou um pouco o panorama das coisas, e mostrou a eliminação de Gohan e do guerreiro Dyspo, da Tropa do Orgulho. Em um ataque coordenado entre Gohan e Freeza, o filho de Goku agarrou Dyspo enquanto o maligno Freeza o atacava e, assim, ambos foram jogados para fora da arena.

A cena foi bastante similar ao que aconteceu em Dragon Ball Z, durante a saga dos Saiyajins, quando Goku sacrificou sua vida para derrotar Raditz – ponto para a Toei Animation e Akira Toriyama, que estão dando um show de referências nessa saga.

Você pode relembrar esse momento no vídeo abaixo (dublado em português do Brasil):

Compare com a eliminação de Gohan e Dyspo (legendado em português):

http://www.youtube.com/watch?v=1-RdaTnGXjk

Agora, restam na arena Jiren, Toppo, Goku, Freeza, Vegeta e Andróide Nº17. Se antes o desafio parecia ser a invencibilidade de Jiren, agora os lutadores do Universo 7 têm mais um motivo para se preocupar.

No episódio 125, que foi exibido ontem, Toppo se mostrou possivelmente muito mais destrutivo que Jiren, surpreendendo até mesmo Beerus/Bills, o Deus da Destruição do Universo 7.

Toppo – candidato a Deus da Destruição

O herói da Tropa do Orgulho se mostrou perfeitamente capaz de manipular a Energia da Destruição, podendo envolver o seu corpo com ela e proteger-se de absolutamente qualquer coisa. Nisso, Freeza, confiante de que poderia controlar o poder da destruição novamente, tentou parar Toppo, mas apenas para ser terrivelmente humilhado.

Dragon Ball Super
Toppo com o poder de um Hakaishin © Toei Animation

O episódio acabou com o Andróide Nº 17 criando uma estratégia para vencer Toppo, através de uma fraqueza que o próprio 17 e Beerus/Bills encontraram. Freeza encontra-se em uma situação bem complicada, mas deve se manter na arena por mais alguns episódios.

E agora?

Enquanto isso, a luta de Goku e Vegeta contra Jiren deve acabar mudando também. O episódio 126 mostrará “um ataque desesperado” de Vegeta contra Toppo, o que pode significar duas coisas:

  • O Andróide Nº17 será eliminado e Toppo partirá contra Vegeta;
  • Vegeta deixará Jiren para Goku e se focará em Toppo.

Enquanto qualquer uma das duas possibilidades é válida, é importante ressaltar que a situação atual não é nada favorável para o Universo 7, que se encontra pressionado pelo Universo 11.

O mangá e o final de Dragon Ball Super

Se a situação permanecer dessa forma, pode ser que o número de lutadores se iguale até o final, ou até mesmo que o Universo 11 saia vitorioso, e aí a sobrevivência de Goku e cia. estará nas mãos do desejo de Jiren. Mesmo assim, novas surpresas podem acontecer, já que Goku não acessou a sua forma Migatte No Goku’i desde a sua luta contra a fusão de Kale e Caulifla (Kefla). Vegeta também pode surpreender com o seu Super Saiyajin Deus Super Saiyajin (algo como Super Saiyajin Blue Full Power) e se mostrar equivalente à forma de Goku, mas em caráter ofensivo.

No mangá de Dragon Ball Super, Goku alcançou essa mesma forma de Vegeta ainda durante a saga de Goku Black, mas ela se mostrou tão exaustiva quanto utilizar o Super Saiyajin Blue com o Kaioken (algo exclusivo do anime), e Vegeta pode começar a experimentar esse mesmo efeito em breve.

Se tudo der errado, ainda restam duas possibilidades, e uma delas já esteve presente no mangá.

Goku, um Deus da Destruição?

Goku utiliza o Hakai no mangá de Dragon Ball Super
Dragon Ball Super – Capítulo 25 © Shueisha

O capítulo 25 do mangá de Dragon Ball Super mostrou Goku tentando utilizar o Hakai, a técnica de destruição dos Hakaishin (deuses da destruição) em Zamasu (fusão), ainda que sem o resultado esperado.

O ataque de Goku serviu para separar Black e Zamasu (algo similar ao que aconteceu com Vegetto).

Abaixo você confere o resultado e uma fanart colorida da cena em questão:

Dragon Ball Super
Zamasu quase é destruído © Shueisha

A outra possibilidade traz, novamente, a fusão. Ainda que os brincos de Potara não estejam com Goku e Vegeta, isso não elimina a chance de eles voltarem a se fundir. O tempo também não seria um desafio, já que mesmo como Super Saiyajin Blue, a fusão duraria até o final do torneio. Faltam cerca de 6 minutos para o final.

E, caso a Toei Animation e Toriyama deêm o aval, uma fusão Metamoru (aquela da dança!) pode surgir também.

Lembrando: tudo isso pode acontecer de uma forma completamente diferente. No momento, é impossível prever o que acontecerá até os momentos finais de Dragon Ball Super.

E você, como acha que essa saga terminará? Conte para nós nos comentários!

Aproveite e confira a nossa review do box de mangás de Dragon Ball, lançado por aqui no final de 2016.

Gosta de assistir anime? Que tal assistir Dragon Ball Super e outras animês no Crunchyroll?