Deuses do Egito

Deuses do Egito estreou, e nós fomos conferir! Vem ver mais!

Viciados em pipocas, essa é sua hora! Chegou nas telinhas dos cinemas na última semana o filme Deuses do Egito (Gods of Egypt)! E, cá entre nós, o filme não é de se jogar fora.

Dirigido por Alex Proyas (‘Eu, Robô’ e ‘Presságio’), o filme tem no elenco grandes nomes do cinema e da TV, como Gerard Butler (Leônidas em ‘300′), Nikolaj Coster-Waldau (Jaime Lannister de ‘Game Of Thrones’), Brenton Thwaites (Jonas em ‘Doador de Memórias’) e Chadwick Boseman (Pantera Negra de ‘Capitão América: Guerra Civil’).

BEKSeguindo alguns fatos presentes na mitologia egípcia, o filme retrata como era o Egito nos tempos antigos, com deuses governando próximos aos mortais. Eis que Osíris (Bryan Brown) declara que é a hora de seu filho Hórus (Nikolaj Coster-Waldau) ser rei em seu lugar. O que não deixa Set (Gerard Butler) muito feliz. Filho de  e irmão de Osíris, o deus, transtornado, entra em uma disputa contra seu sobrinho pelo trono e acaba conseguindo o que queria, ao pegar os olhos de Hórus. Sendo assim, com o Egito nas mãos de Set, o deus faz de tudo para se tornar imortal e conquistar os olhares de seu pai. Os mortais se tornam escravos e começam a construir pirâmides e obeliscos por ordem de seu deus.

Surge então Bek (Brenton Thwaites), um mortal um tanto quanto brasileiro (entendedores entenderão). Ao pegar de volta o olho de Hórus (pelo menos um dos olhos), o mortal se vê ao lado do deus na jornada afim de destruir o império de Set e salvar da morte sua amada.

O filme possui uma boa história e um ótimo elenco que soube desempenhar muito bem o seu papel. Os efeitos especiais certas vezes causam certo desconforto e estranheza, mas depois de algumas cenas, você acaba se acostumando. Tem um tom de humor afim de quebrar um pouco essa coisa sombria de vingança.

Não segue fielmente as histórias originais, mas resume rapidamente o conflito que ela conta que há entre alguns deuses. Comparada por muitos com Fúria de Titãs (Clash of the Titans), não é o melhor filme do ano, mas vale a pena assistir.

gods-of-egypt-trailer-wtf-moments-title-700x292

O longa me lembrou muito uma saga que li chamada As Crônicas dos Kane (Rick Riordan), que tem praticamente a mesma proposta. Set tomando posse de algum lugar, a libertação de um monstro temido por todos. De alguma forma, a história mais conhecida da briga entre os deuses é a que mais toma conta das formas de entretenimento.