Já era de se esperar que após o enorme sucesso da Netflix no mundo todo, as grandes produtoras cinematográficas também iriam aderir ao serviço de streaming. Essa semana, os executivos da Disney revelaram que irão lançar a sua própria plataforma de conteúdos online em 2019 e consequentemente vão romper com a Netflix, tornando-se uma de suas concorrentes.

Segundo Bob Iger, CEO da empresa, o objetivo é que o streaming da Disney estabeleça uma relação direta da produtora com o seu consumidor final, fornecendo todos os conteúdos produzidos pelo grupo ou que tiveram seus direitos comprados, entre eles estão as marcas: Lucasfilm, Marvel e Pixar. Além disso, o serviço também trará seriados, novelas, desenhos e programas exibidos nos canais Disney Channel, Disney XD e Disney Junior.

Inicialmente o serviço estreará apenas nos Estados Unidos e todas as produções da Disney que estão na Netflix norte-americana serão transferidas para a plataforma da empresa.

Para quem gosta de esportes, a Disney também trouxe outra novidade. Em 2018 a empresa pretende lançar uma plataforma do canal ESPN, com transmissões ao vivo de todos os campeonatos exibidos na programação; hóquei, beisebol, futebol, basquete, além dos torneios internacionais de tênis e dos esportes e jogos universitários.